Per citar aquest document: http://ddd.uab.cat/record/145225
Vulnerabilidades mapeadas, violências localizadas : experiências de pessoas travestis e transexuais no Brasil
Camillo Bonassi, Bruna (Universidade Federal de Santa Catarina)
dos Santos Amaral, Marília (Universidade Federal de Santa Catarina)
Filgueiras Toneli, Maria Juracy (Universidade Federal de Santa Catarina)
Amaral de Queiroz, Mariana (Universidade Federal de Santa Catarina)

Títol variant: Mapped vulnerabilities, located violences : experiences of transvestites and transgender individuals in Brazil
Data: 2015
Resum: O presente artigo discute as formas de violência, seus modos de atuação, naturalização e invisibilidade, às quais as pessoas travestis e transexuais são submetidas em Santa Catarina, Brasil. A partir da aplicação de questionários a 100 pessoas trans, foi possível elaborar um perfil psicossocial desta população e identificar as violências específicas pelas quais passa, além de seus principais agentes. Os tipos mais frequentes são a discriminação, as violências psicológica, física e institucional, sendo indicados também os serviços de segurança pública, educação, saúde e assistência social como autores. Despossuídas de direitos e marginalizadas dos serviços públicos, essas pessoas, em suas maioria, trabalham como profissionais do sexo e foram expulsas de casa e da escola quando começaram a tornar mais visível seu gênero. Buscamos problematizar os modos como as violências incidem sobre corpos desviantes da cisheteronorma, incluindo aqui como as políticas públicas têm reconhecido (ou não) os direitos dessas pessoas.
Resum: This study discusses the forms of violence and their ways of acting, naturalization and invisibility that transvestites and transgender individuals are subjected in Santa Catarina, Brazil. Trough the applying of questionnaires to 100 trans individuals, it was possible to elaborate a psychosocial profile of this population and identify the specific violence they pass through and the main agents of them. The most frequent types are discrimination, psychological, physical and institutional violence and public security, education, health and social assistance services are pointed out as the main perpetrators. Dispossessed of rights and marginalized of public services, these people, in their majority, work as sex workers and were cast out of home and school when begun to make visible their gender. We seek to problematize the way violence act on deviant bodies of cisheteronorm, including how public policies have acknowledged (or not) the right of these individuals.
Drets: Aquest document està subjecte a una llicència d'ús Creative Commons. Es permet la reproducció total o parcial i la comunicació pública de l'obra, sempre que no sigui amb finalitats comercials, i sempre que es reconegui l'autoria de l'obra original. No es permet la creació d'obres derivades. Creative Commons
Llengua: Portuguès.
Document: article ; recerca ; publishedVersion
Matèria: Vulnerabilities ; Violences ; Tranvestites and transgender ; Public policies ; Vulnerabilidades ; Violências ; Travestis e transexuais ; Políticas públicas
Publicat a: Quaderns de psicologia, Vol. 17 Núm. 3 (2015) , p. 83-98 (Artículos) , ISSN 2014-4520

DOI: 10.5565/rev/qpsicologia.1283


16 p, 156.2 KB

El registre apareix a les col·leccions:
Articles > Articles publicats > Quaderns de psicologia
Articles > Articles de recerca

 Registre creat el 2016-01-11, darrera modificació el 2016-06-04



   Favorit i Compartir