Per citar aquest document: http://ddd.uab.cat/record/59915
Psicologia Social e Saúde: trabalhando com a complexidade
Spink, Mary Jane P.

Títol variant: Social Psychology And Health: Assuming Complexity
Data: 2010
Resum: Esse artigo reflete uma posição pessoal baseada em longa trajetória de pesquisa e intervenção no contexto brasileiro. O argumento desenvolvido é que as experiências no campo da saúde são complexas e que as práticas profissionais devem ser fundamentadas tanto no saber técnico quanto na formação ampliada. A complexidade aqui referida não trata meramente de pontos de vista diferentes: das pessoas saudáveis, pacientes, médicos, profissionais de saúde, gestores e, é claro, da ciência. Trata-se da concomitância de múltiplas versões, de realidades fractais que são performadas de diferentes formas pelos muitos actantes sociais e materiais que estão presentes nessa rede heterogênea. O argumento do texto está estruturado em duas partes. A primeira meramente reposiciona multiplicidade na perspectiva da Psicologia como uma profissão da Saúde. A segunda propõe que a ação em contextos complexos exige ampla base de informação fundada mais em erudição do que em saberes técnicos: é a familiaridade com questões que são culturalmente, historicamente e direta ou indiretamente relacionadas com a organização cotidiana da atenção em saúde que irá ancorar práticas cotidianas políticas e éticas.
Resum: This paper is a position statement based on a long trajectory of research and intervention in the Brazilian context. The argument put forward is that health experiences are complex, and professional practice must be based on both technical expertise and scholarship. Complexity is not about different points of view: that of healthy people, patients, doctors, health professionals, health administrators and science, of course. It is about the concomitance of multiple versions; about fractal realities that are performed in different manners by the many social and material actants that are present in this heterogeneous network. This argument is structured in two parts. The first one merely restates multiplicity from the perspective of Psychology as a health profession. The second, proposes that action in a complex setting requires a broad base of information based on scholarship rather that technical expertise: it is the familiarity with issues that are cultural and historical and directly or indirectly related to present-day organization of care delivery that will anchor political and ethical everyday practices.
Drets: Aquest document està subjecte a una llicència d'ús Creative Commons. Es permet la reproducció total o parcial, la distribució, i la comunicació pública de l'obra, sempre que no sigui amb finalitats comercials, i sempre que es reconegui l'autoria de l'obra original. No es permet la creació d'obres derivades. Creative Commons
Llengua: Portuguès
Document: article ; recerca ; publishedVersion
Matèria: Psicología social ; Profesiones sanitarias ; Servicios de asistencia sanitaria ; Complejidad ; Social Psychology ; Health Professions ; Health Care Services ; Complexity
Publicat a: Quaderns de psicologia, Vol. 12, Núm. 1 (2010) , p. 041-056, ISSN 0211-3481



16 p, 290.7 KB

El registre apareix a les col·leccions:
Articles > Articles publicats > Quaderns de psicologia
Articles > Articles de recerca

 Registre creat el 2010-07-06, darrera modificació el 2016-11-21



   Favorit i Compartir