Web of Science: 0 cites, Google Scholar: cites,
Gestão de famílias : a mãe como foco da medicalização durante a gestação e o nascimento
Haberland, Debora Fernanda
Scisleski, Andrea Cristina Coelho (Universidade Católica Dom Bosco (Campo Grande, Brasil))

Títol variant: Management of Families : the Mother as a Focus of Medicalization During Pregnancy and Childbirth
Data: 2017
Resum: A participação da mulher durante o pré-natal, sua adesão às orientações e a forma como vai exercer o cuidado envolvem um conjunto de interesses e possibilidades sociais. Devido a isso, investir em formas de controle desses corpos e gerenciar como irá gestar, parir, alimentar e cuidar da criança e da família adquirem importância. Tal modo de exercer o poder sobre a vida não encontra sustentação apenas no discurso médico ou político; requer uma articulação de práticas discursivas, ensinadas e reproduzidas por um complexo social que envolve desde a mídia até os profissionais de saúde, passando pelos familiares da gestante. Este artigo surge de uma pesquisa-intervenção em que foram realizadas oficinas de conversas com as gestantes que faziam o pré-natal em um hospital filantrópico. Aqui, colocamos em análise o que é tido como norma social sobre o que é ser "boa mãe", entendendo como um dispositivo de governo das famílias.
Resum: The participation of women in prenatal care, their adherence to orientations and the way they will take care of their children involve a myriad of social interests and possibilities. As a result, both investing in ways of control and managing the way they will gestate, give birth, feed and take care of their children become important. Such way of exerting power over life has not only been supported by either the medical or political discourse; it has also required an articulation of discursive practices that are taught and reproduced by a social complex involving the media, health professionals and the pregnant women's families. This paper has stemmed from an intervention-research in which conversation workshops were carried out with pregnant women receiving prenatal care at a philanthropic hospital. Here, we analyze what has been regarded as a social norm of what means to be a "good mother", by understanding such norm as a device intended to govern families.
Drets: Aquest document està subjecte a una llicència d'ús Creative Commons. Es permet la reproducció total o parcial i la comunicació pública de l'obra, sempre que no sigui amb finalitats comercials, i sempre que es reconegui l'autoria de l'obra original. No es permet la creació d'obres derivades. Creative Commons
Llengua: Portuguès.
Document: article ; recerca ; publishedVersion
Matèria: Medicalization ; Breastfeeding ; Pregnancy ; Medicalização ; Aleitamento materno ; Gestação
Publicat a: Quaderns de psicologia, Vol. 19 Núm. 2 (2017) , p. 179-190 (Artículos) , ISSN 2014-4520

Adreça original: https://www.quadernsdepsicologia.cat/article/view/v19-n2-haberland-scisleski
DOI: 10.5565/rev/qpsicologia.1406


12 p, 287.3 KB

El registre apareix a les col·leccions:
Articles > Articles publicats > Quaderns de psicologia
Articles > Articles de recerca

 Registre creat el 2017-09-04, darrera modificació el 2018-11-03



   Favorit i Compartir